Uso do Collaborative Virtual Environment (CVE) na aprendizagem Colaborativa

Por Dalton Lopes Martins 1. INTRODUÇÃO Segundo LOGAN et al. (2001), os ambientes colaborativos virtuais (CVE) são formados por mundos virtuais que fornecem gráficos 3-D em tempo real, complementados com texto e/ou áudio para vários usuários conectados em uma rede de computadores. Essa abordagem fornece os elementos técnicos básicos para a aplicação dos CVEs na … Ler maisUso do Collaborative Virtual Environment (CVE) na aprendizagem Colaborativa

A comunicação mediada por computador como ferramenta de aprendizagem colaborativa.

1. INTRODUÇÃO Segundo Polesel Filho (2001), a comunicação mediada pelo computador (CMC) possui diferentes funções: entretenimento, comércio, informação. É usada nas comunicações interpessoais, como meio de comunicação de massa, como suporte para fóruns e grupos de discussão, alcançando as mais variadas aplicações. No âmbito deste trabalho, estamos interessados em abordar a comunicação mediada por computador … Ler maisA comunicação mediada por computador como ferramenta de aprendizagem colaborativa.

Agentes de Software: uma breve introdução

Por Dalton Lopes Martins Após a explosão do uso doméstico da Internet, na metade dos 90, uma tecnologia tornou-se a coqueluche dos desenvolvedores de software para ambientes de rede e sistemas distribuídos: os agentes de software. No entanto, agentes não são programas que rodam apenas em ambientes voltados para redes, como veremos a seguir, mas … Ler maisAgentes de Software: uma breve introdução

É preciso desenvolver um engine para o seu jogo?

UMA ABORDAGEM PELA PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS VERSUS PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA Quando se tem em mente o desenvolvimento de um software, deve-se passar necessariamente pela fase de projeto, onde as idéias a respeito do que se quer fazer são confrontadas com as possibilidades técnicas do grupo de desenvolvimento e uma síntese entre intenção e realidade irá … Ler maisÉ preciso desenvolver um engine para o seu jogo?

Recursos da/na web que permitem a disponibilização de conteúdos e processos educacionais

Por Dalton Lopes Martins 1. Introdução Há várias maneiras de se enxergar uma abordagem para o tema recursos da/na web que permitem a disponibilização de conteúdos e processos educacionais. Pode-se falar, por exemplo, de recursos físicos como perfil de hardware desejado, topologia de rede de dados, voz sobre IP, softwares de autoria e tecnologias que, … Ler maisRecursos da/na web que permitem a disponibilização de conteúdos e processos educacionais

Suporte à autoria de documentos e ambientes educacionais: como implementar hipertexto?

Por Dalton Lopes Martins 1. Introdução A construção de documentos e ambientes educacionais passa necessariamente pelo uso de uma nova linguagem: o hipertexto, a hipermídia. Segundo Oinas-Kukkonen (1994), o desenvolvimento de aplicações hipertexto requer uma boa compreensão da estrutura da aplicação. Isso quer dizer que o processo deve ser muito bem estruturado, e, em alguns … Ler maisSuporte à autoria de documentos e ambientes educacionais: como implementar hipertexto?